Branding: Qual imagem você está transmitindo?

 

 

Qual imagem seu negócio está transmitindo?

 
 Como as pessoas enxergam seu negócio?

 

 

 

Este post vai te ajudar a:

 

  1. Agregar mais valor ao seu negócio.

  2. Fazer com que mais pessoas queiram pagar seu preço.

 

 

 

Você sabia que no setor comercial  toda empresa, seja ela iniciante ou até mesmo uma grande corporativa, tem nada mais, nada menos que um segundo pra captar a atenção de alguém?

 

 

Isso mesmo que você leu, um mísero segundo que define se você é relevante ou não para alguém que está tendo contato com sua marca pela primeira vez ou não. Como aponta um estudo da Carleton University. Acontece que hoje, cada dia mais, o número de  usuários online cresce, e, com isso, mais conteúdo é gerado. As pessoas se acostumaram a consumir mais informação em menos tempo.Um exemplo que ilustra muito bem essa situação é quando estamos em nossas redes sociais. Arrastamos para cima e para baixo, o tempo inteiro, conteúdo atrás de conteúdo. Algumas vezes, até mesmo, no modo automático. E a briga por atenção fica cada vez mais acirrada, pois o mercado é infinito e cheio de opções. E não para um minuto sequer.

 

 

 

A COVID 19, sem sombra de dúvidas, prejudicou vários setores do comércio fazendo com que caísse mais e mais o numero de vendas. Trazendo consigo, dor de cabeça para muitos empresários que tentam encontrar novas soluções, a cada dia, afim de se livrarem da mercadoria estocada ou até mesmo pôr a mão na massa. O consumidor não quer mais gastar e quando for fazer isso, com certeza, não vai escolher a pior opção. 

 

Mas como dizer as pessoas que você é a escolha certa? 

 

 

Primeiramente, você deve se fazer três perguntas:

 

 

1- Por que deveriam comprar meu produto?
2- O que me torna diferente do meu concorrente? 
3- Como eu me relaciono com o público?

 

Com certeza, o fator financeiro é a razão principal de um comércio existir. Porém, os tempos mudaram e o ser humano, também. A cada dia, mais empresas adaptam suas politicas, visões e missões afim de se correlacionarem melhor com o mundo atual, com o novo e o moderno. Pensando nisso, podemos perceber que muitas pessoas pensam apenas no lado monetário da coisa e acabam se esquecendo do mais importante:

 

 

 
 
O CONSUMIDOR.
 

Todo mundo sonha ter uma relação longa e estabilizada com um tipo de público. Afinal, uma marca é nada mais, nada menos, uma ideia sobre você, seu produto ou negócio. Podemos ir mais afundo nos perguntando: 

 

  • O que nos faz escolher  marca X e não Y?
  • O que ela nos proporciona?

Status, conforto, segurança, sabor, sensação, poder?

 

  • O que nos chama mais atenção nela?

A Embalagem, as cores, as formas, os textos, as imagens, o preço?

 

  •  Ela parece confiável?

O site, as redes, os pontos de contato parecem ser de um produto experiente ou novato? É seguro?

 

  • Podemos confiar dados importantes como cartões de crédito e dados pessoais em seus sites ou meios de pagamento?
  • É a primeira vez Que a adquirimos?
  • Recomendaríamos para alguém?

 

 

São vários os motivos… 

 

Pensando nisso, podemos perceber que o ditado de que um livro é julgado pela capa, nunca esteve tão certo. Causar uma boa impressão é crucial, porém transmitir a mensagem certa, para o público certo, não é uma tarefa fácil. Existe uma serie de estudos que mostram como o cérebro reage a determinadas formas e cores e nessa busca pela atenção, vence aquele que mais se aproxima do gosto de seu público.

 

 

 
A verdade é que o mundo autônomo é como um jogo e a marca, uma peça fundamental. Pois é ela quem traz status, valor, afeição, idealismos e realidades. 

 

 
 
As marcas dizem muito sobre nós.

 

Criamos a imagem de como é a vida de alguém em fração de segundos, simplesmente por reconhecermos o logotipo de uma determinada empresa e assemelharmos toda a imagem que aquilo transmite à pessoa que a está usando. A marca agrega, não é só mais um produto qualquer. Ela precisa gerar algum tipo de identificação e valor para quem a adquire. Por isso, devemos sempre nos perguntar:

 

  • Nós, como consumidores, compraríamos mesmo nossos produtos ou serviços?

 

Tente responder essa pergunta levando em conta os pontos de contato que você utiliza para mostrar seu negócio ao mundo como em sites, redes sociais, embalagens, propagandas e outras formas de divulgação.  

 

  • A sua primeira impressão é como gostaria?
  • Você está falando com as pessoas certas?
  • Você está conseguindo transmitir o valor do seu negócio com a sua imagem atual?
 

 

Fazer esse tipo de reflexão pode nos ajudar a criar uma estratégia clara e objetiva de onde estamos e onde queremos chegar. Portanto, tomar um tempo para analisar o cenário atual é um dos passos mais importantes, pois nos ajuda a percebermos e adaptarmos ao mercado vigente. 

Deixe uma resposta

2021 © Jota Pê Design

Drag View Close play
0%
%d blogueiros gostam disto: